# Escreva pelo menos 1 letra para procurar # Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar

1879

O início da paixão pelo ramo das Cutelarias

Nascimento de António Fertuzinhos a 28 de janeiro de 1879. António Fertuzinhos (1879-1971), casado com Teresa Baptista Mendes, demonstrou, desde cedo, a sua paixão pelo mundo das cutelarias, iniciando atividade neste ramo com o fabrico de tesouras. Em 1908, nasce uma fábrica, junto ao Rio Febras, no lugar do Arquinho na freguesia de S. Clemente, onde trabalharam os seus quatro filhos: Aureliano, Isaías, David e Serafim Fertuzinhos, que, anos mais tarde, criaram as suas próprias empresas ligadas ao ramo das cutelarias. Em 1967, a fábrica encerrou a sua atividade.

1921

Uma paixão que ultrapassa gerações

A 12 de dezembro de 1921, nasce Serafim Fertuzinhos, filho mais novo de António Fertuzinhos. Serafim Fertuzinhos (1921-1991) trabalha, desde novo, com o seu pai e os seus irmãos. Em 1958, constrói no lugar do Pinheiro da freguesia de Sande S. Clemente, numa propriedade que pertencia à sua esposa, Rosa Marques, uma fábrica para a produção de canivetes, facas de mato e punhais. Anos mais tarde, dedica-se ao fabrico de tesouras de poda. Conduzidos pela tradição ligada à indústria das cutelarias, os seus filhos aí trabalharam e, mais tarde, criaram as suas próprias empresas também nesta área.

1993

O Despontar da História

A Cristema inicia a sua atividade em 1993, inspirada pela visão de João da Silva Fertuzinhos, filho de Serafim Fertuzinhos e neto de António Fertuzinhos, que, desde muito cedo esteve ligado à indústria das cutelarias. Inicialmente, desenvolve um pequeno projeto industrial com a produção de utilidades domésticas e de jardinagem. A perseverança do fundador e o seu percurso familiar ligado à indústria, permitiu que este projeto fosse evoluindo, tomando maior expressão, anos mais tarde, com a criação de uma unidade fabril destinada à produção de talheres.

2018

Nefer e Roxa, os novos membros da Família Cristema

Devido a um novo posicionamento estratégico, a empresa criou duas marcas, Nefer e Roxa, o que permitiu segmentar a sua gama de produtos. A marca Nefer – Netos Fertuzinhos, representa os talheres da linha económica, aliando a tradição familiar ao empreendedorismo das novas gerações. A marca Roxa, criada em 1908 por António Fertuzinhos, avô do fundador da Cristema, é um revivalismo das novas gerações e apresenta uma vasta gama de produtos de utilidade doméstica. Atualmente, a Cristema está associada à cutelaria de alta qualidade, fortalecendo a imagem da marca existente há mais de 28 anos.

Back to top

Não perca as novidades

* Seja o primeiro a saber das últimas tendências e receba ofertas exclusivas.